Sobrevivência. Este é o maior objetivo da gestão estratégica nas empresas atualmente. O mercado está cada vez mais competitivo e dinâmico. Todos os dias deparamo-nos com novas barreiras e concorrentes. Por isso, precisamos de saber lidar com as adversidades, mudanças e as novas tendências. Ou seja, estar preparados!

Mas afinal, do que trata a gestão estratégica? Sabe como aplicá-la adequadamente ao seu negócio?

Antes de partirmos para o conceito de gestão estratégica nas empresas, precisamos de perceber de onde vem o termo “estratégia”. A origem da palavra vem do grego strategos, que poderia ser traduzida como “a arte do general”. Isso mesmo, a estratégia deriva do âmbito militar, da arte do general em superar os seus oponentes durante a guerra.

Foi somente após a Segunda Guerra Mundial que o termo “estratégia” foi incorporado no mundo empresarial, passando a fazer parte do rol de competências dos gestores, que têm o objetivo de liderar a sua equipa (exército) rumo ao sucesso, vencendo os concorrentes.

A partir deste marco histórico, vários especialistas passaram a definir o termo “gestão estratégica” no âmbito corporativo. Cada qual com a sua visão do mundo, mas sempre com elementos bastante semelhantes.

Segundo o livro “Estratégia Empresarial” de Igor Ansoff, a gestão estratégica nas empresas é o processo de tomada de decisões que orienta as ações da organização ao longo do tempo. Considerando a sua relação com o ambiente no qual está inserida. Para ser efetivo, ele deve ser planeado, implementado e mensurado, com objetivo de direcionar o comportamento da organização rumo aos seus objetivos.

Gestão Estratégica de Empresas

“É através da gestão estratégica que se consciencializam os profissionais que atuam na empresa sobre suas responsabilidades. Reflete-se no aumento da produtividade e, consequentemente, da competitividade do negócio. É ela também que auxilia na utilização adequada de recursos, redução de desperdícios e maximização da rentabilidade de cada ação desencadeada pelo empreendimento. Além de garantir a sobrevivência da empresa ao longo do tempo.”

Para Ahlstrand Mintzberg, em “Safari De Estratégia: Um Roteiro Pela Selva do Planeamento”, o processo de gestão estratégica está vinculado não só a uma análise racional, mas também à criatividade e às transformações sociais. Para o autor, trata-se de gerir as mudanças a que a empresa está sujeita, de modo a preservar a sua cultura, ao mesmo tempo que persegue uma vantagem competitiva.

Já para Porter, em “Estratégia Competitiva: Criando e Sustentando um Desempenho Superior”, a gestão estratégica nas empresas é a busca por um posicionamento favorável no mercado. Isto é, competitividade! Finalmente, para Drucker, conforme o livro “Introdução à Administração”, a gestão estratégica nas empresas consiste em transformar a sua ideia de negócio em valor real para todos os stakeholders da organização mediante um plano de ação que contemple objetivos e metas que conduzam a empresa ao lucro, à competitividade e à sobrevivência no mercado.

Poderíamos continuar a enumerar conceitos a respeito de gestão estratégica nas empresas. Afinal, nas últimas décadas, tem sido um dos temas mais debatidos no ambiente corporativo. Porém, acreditamos que a partir destas definições já tenha conseguido formular a sua própria ideia sobre a gestão estratégica nas empresas.

É através da gestão estratégica que se consciencializam os profissionais que atuam na empresa sobre suas responsabilidades. Reflete-se no aumento da produtividade e, consequentemente, da competitividade do negócio. É ela também que auxilia na utilização adequada de recursos, redução de desperdícios e maximização da rentabilidade de cada ação desencadeada pelo empreendimento. Além de garantir a sobrevivência da empresa ao longo do tempo.

Fonte: http://www.siteware.com.br

pós-graduação em gestão e estratégia empresarial

Pretende adquirir formação de nível superior nesta área?

Conheça a Especialização Pós-Universitária em Gestão e Estratégia Empresarial!

A pós-graduação em Gestão e Estratégia Empresarial, pretende desenvolver competências na temática da gestão e desta forma contribuir para a implementação de estratégias nas organizações e consecutivamente aumentar a competitividade das mesmas no(s) mercado(s) em que atuam.